2 comentários:
De dragão Vila Pouca a 12 de Abril de 2009 às 15:46
O Dragão, preguiçou, despertou e brilhou.


Resumidamente, foi isto que se passou a noite passada no Estádio do Dragão.

A preguiça durou cerca de 30 minutos e durante esse período, o F.C.Porto estava na Lua, parecia levitar, via o Estrela jogar e não reagia. Jesualdo, atento, colocou Hulk e Guarín a aquecer e a equipa sentiu o toque, desceu à Terra, despertou, arrepiou um pouquito e marcou, num excelente golo de B.Alves na marcação de um livre - bem mereceu o central portista, depois da azarada noite de terça-feira. Pouco mais há para dizer a não ser que o Estrela, que se bateu muito bem, talvez não merecesse ir para intervalo a perder.

Na segunda-parte já foi um Porto muito melhor: mais rápido, mais pressionante, mais poderoso e aí, o Estrela deixou de incomodar, os golos surgiram com naturalidade e o brilho da exibição portista, não sendo de outra Galáxia, foi muito razoável e dentro do que se exige a uma equipa com as responsabilidades da equipa do F.C.Porto. Para isso muito contribuiu, Hulk, que com as suas arrancadas, o seu entusiasmo pelo jogo e as suas diagonais, ajudou a deslocar e desmoronar, uma defesa, que até aí, tinha estado muito bem, principalmente, N.André Coelho, jogador emprestado pelo F.C.Porto, que fez uma exibição irreprensível, mostrando ao público portista, que está ali um senhor defesa-central, um central, na linha da magnífica escola de centrais do F.C.Porto - J.Costa, R.Carvalho, F.Couto, B.Alves, etc..

Missão cumprida, sem que ninguém ouse contestar o mérito da vitória do F.C.Porto, num jogo sem casos, mas com uma arbitragem fraquita.

Pode agora, o F.C.Porto, preparar com calma, com tranquilidade e com o sentimento do dever cumprido, a partida frente ao Manchester, da próxima quarta-feira. Estamos num ponto alto das nossas capacidades, físicas, técnicas e psicológicas. Sabendo que não vai ser fácil e que vamos ter de sofrer muito, acredito que todos juntos - equipa e público -, vamos conseguir. Nós merecemos!

Hermínio só teve o que merecia. Levou uma grande assobiadela e saiu - ou fugiu? - a correr.

Boa Páscoa

De Dragaopentacampeao a 13 de Abril de 2009 às 11:07
Foi um treino agradável, se exceptuarmos os primeiros vinte minutos onde o FC Porto patenteou uma atitude pouco aconselhável.

Depois, corrigiu e deu para gerir o esforço, o plantel e as emoções.

Entretanto, o bom comportamento em Old Trafford contra uma das melhores equipas do mundo não pode nem deve levar-nos a euforias desmedidas. Ainda não os eliminamos e não deixamos de ter um grande problema para resolver.

No Dragão, teremos que manter a ambição, o espírito de grupo, a atitude de campeão, a concentração (não podemos continuar a dar tiros nos próprios pés, com «ofertas» incríveis), se pretendemos seguir em frente.

Tenho consciência das dificuldades que aí vêm mas também a confiança de que temos uma palavra a dizer.

Força rapazes. Apoio não vos faltará.

Comentar post